Melhoria contínua é consequência do esforço concentrado na mitigação

GESTÃO ESTRATÉGICA de riscos contribui para eficiência

Profissionais de renome na indústria de carne bovina compõem a experiente equipe administrativa que aplicou uma política conservadora e eficiente de gestão de riscos, financeira e de caixa. Essa combinação conduziu aos resultados que distinguem a Companhia como referência para o setor em eficiência operacional, gestão de risco e disciplina financeira, o que implica reconhecimento de mercado e melhora a capacidade de atração e retenção de pessoas.

A identificação e a análise dos riscos aos quais está exposta a Companhia contribuem para a definição dos limites e controles apropriados, permitindo o monitoramento destes riscos e a aderência aos limites. A Diretoria Financeira é a responsável pela gestão de riscos.

A melhoria contínua dessa gestão é consequência do esforço concentrado na mitigação dos principais fatores que afetam os resultados da comercialização de commodities, especialmente o risco de flutuação das moedas estrangeiras e dos preços das matérias-primas.

Redução dos impactos

Dois modelos compõem o gerenciamento de riscos de mercado aplicados na Minerva:

• Sistema de cálculo estatístico conhecido como “VaR – Value at Risk”; e

• Sistema de cálculo de impactos através da aplicação de cenários de stress.

A Companhia analisa também a conjuntura econômica brasileira e mundial para avaliar os potenciais reflexos na sua posição financeira.(GRI 4.9)

Para reduzir o impacto financeiro decorrente da exposição aos riscos de mercado, a Minerva utiliza instrumentos cambiais, taxas de juros e derivativos (em cada caso, sem fins especulativos), com o propósito de proteger parcialmente suas operações contra os riscos de flutuação nas taxas de câmbio, nas taxas de juros e nos preços de compra de gado.

O ramo de atuação da Companhia está naturalmente exposto à variação dos preços do gado, que resulta de impactos fora do controle da Administração, tais como fatores climáticos, volume de oferta, custos de transporte, políticas agropecuárias e outros. Para garantir a realização dos estoques num patamar de preços, a Minerva mantém a estratégia de gestão de risco atuando no controle do suprimento físico, que inclui compras antecipadas, confinamento de gado e celebração de contratos de liquidação futura (balcão e bolsa).

Uma forma de mitigação desse risco é a distribuição estratégica da produção industrial da Minerva em sete Estados brasileiros (São Paulo, Minas Gerais, Tocantins, Goiás, Rondônia, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul), além do Paraguai e do Uruguai. A diversificação regional contribui para a redução dos riscos sanitários relacionados

ao negócio, propiciando também a pulverização da base de pecuaristas – outro fator de mitigação porque reduz a dependência de fornecedores da matéria-prima.(GRI 4.9; GRI 4.11; EC2)

Mais um Estado

Em 2013, a Companhia trabalhou para expandir ainda mais as operações e em novembro anunciou a aquisição de duas plantas de abate e desossa, em Mirassol D’Oeste e Várzea Grande, ambas no Estado de Mato Grosso. Com a aquisição das unidades, antes detidas pela BRF, a Minerva passa a estar presente em mais um Estado brasileiro, o que corresponde à estratégia de expansão focada na América do Sul.

A negociação foi aprovada pelo Cade – Conselho Administrativo de Defesa Econômica durante a preparação deste Relatório, em 2014, sendo a operação aprovada em Assembleia Geral Extraordinária em 1º/10/2014, data que a Minerva S.A. passa a operar as plantas, portanto, os resultados das duas unidades não estão aqui reportados (mais informações sobre o acordo à página 45). GRI 2.9)

 

Atendimento ao Varejo e Food Service

A Companhia opera doze centros de distribuição, nos Estados do Espírito Santo, Goiás, Santa Catarina, Minas Gerais, São Paulo, Tocantins, Distrito Federal, Rondônia e Ceará, e um no Paraguai. Dois deles foram inaugurados no segundo semestre de 2013, nos municípios de Rolim de Moura (RO) e Uberlândia (MG). (GRI-2.3)

 

Com apoio de serviço de call center, as regionais de vendas comercializam produtos Minerva e também produtos de terceiros, facilitando aos cerca de 35 mil clientes do pequeno atacado e varejo e food service com os quais se relaciona a compra de uma variedade de itens no modelo one-stop-shop. A operação abrange cerca de 1.600 cidades no mercado interno. (GRI-2.7)