INSTRUÇÃO NO CAMPO

Equipe instrui pecuaristas sobre melhores práticas de sustentabilidade

 

Mais de 25 mil pecuaristas cadastrados

O utra importante ferramenta utilizada pela Companhia é o trabalho realizado pelas equipes de campo, alocadas em cada uma das unidades industriais. O fato de os fornecedores estarem, em média, cerca de 300 quilômetros distantes da unidade industrial possibilitou o desenvolvimento e consolidação deste trabalho que visa instruir o pecuarista, por exemplo, sobre o controle de resíduos de vermífugos, obediência à data de validade de produtos veterinários, a importância do bem-estar animal para melhorar a qualidade e a aceitação da carne pelos consumidores etc.

PECUÁRIA SUSTENTÁVEL

Se o gado é a principal matéria-prima das operações industriais e comerciais da Minerva, é natural que o tema Pecuária Sustentável seja tratado de forma prioritária. Subordinada à Diretoria Jurídica, a Gerência de Sustentabilidade é a responsável pela gestão, dentre outros temas, das ações relacionadas à Pecuária Sustentável e também do cumprimento dos Pactos e Compromissos publicamente assumidos (veja no quadro Compromissos).

 

 

VISITAS DE CAMPO 4597 fazendas em 2013 4673 fazendas em 2012

Adicionalmente, as equipes de campo auxiliam o departamento de sustentabilidade na conscientização dos pecuaristas sobre os critérios assumidos pela Companhia, abaixo mencionados, além das informações e documentos necessários para o fornecimento do gado.(GRI-PR1)

 

PRODUTIVIDADE REDUZ DESMATAMENTO

A Companhia instrui e acompanha pecuaristas na aplicação de técnicas para melhorar a produtividade das fazendas, sem aumentar as áreas de pastagem, assim freando a pressão sobre as florestas.

Em linha com seus compromissos com a pecuária sustentável, que visam garantir a origem do gado de forma responsável, a Minerva somente adquire matéria-prima que não advenha de fornecedores envolvidos com desmatamento, trabalho escravo e infantil, áreas embargadas pelo Ibama, invasão de terras indígenas, unidades de conservação (áreas protegidas), conflitos agrários e violência no campo.